As fronteiras nacionais e a imprensa na República Velha

Adelar Heinsfeld

Para o historiador, a imprensa escrita se apresenta como uma fonte de pesquisa extremamente importante. Evidentemente que, como toda documentação, a imprensa precisa ser trabalhada com o devido cuidado. A partir da imprensa é possível perceber não exatamente o que estava acontecendo num determinado período, mas aquilo que a opinião pública pensava que estava acontecendo.
Nas questões fronteiriças equacionadas nas duas primeiras décadas da República brasileira a imprensa teve um papel fundamental. Sempre que uma discussão diplomática com algum país vizinho envolvia a fronteira territorial, em que um pedaço do território nacional estava em jogo, a imprensa transformava isso em questão de interesse nacional. Toda a Nação se sentia envolvida pela forma como a imprensa tratava cada vez que uma pendência lindeira estava em discussão. Graças à atuação da imprensa, a fronteira territorial com os países vizinhos tornou-se um elemento fundamental para a compreensão da nacionalidade.

 

Tel: + 55 (54) 99686-9020

Avenida Aspirante Jenner, 1274
Bairro Lucas Araújo
Passo Fundo, Rio Grande do Sul - Brasil

  • Facebook
  • Instagram

©2021 por Acervus Editora