capaebook.jpg

Farrapos, bandeirantes e beduínos:

uma interpretação da historiografia sul-rio-grandense do século XX

Pâmela Cristina de Lima

Adentrando as narrativas de autores como Alfredo Varela, Emílio Fernandes de Souza Docca, Manoelito de Ornellas e Moysés Vellinho, a autora trilha, via história intelectual, a produção desses produtores de discursos fundadores acerca do Rio Grande do Sul que ainda reverberam, ora mais, ora menos, entre memorialistas, tradicionalistas e defensores de uma saga heroica do homem do extremo sul, forjada entre penas e tintas muito mais do que na realidade empírica. Nesse sentido, Pâmela materializa a sentença de que a História parece aos incautos uma disciplina simples, mas definitivamente não o é.